fbpx

Videovigilância para a sua casa: Como escolher o melhor sistema?

A videovigilância desempenha um papel cada vez mais importante na segurança das nossas habitações.

Dos diversos meios de proteção e segurança existentes, os sistemas de videovigilância são dos mais procurados e por bons motivos – a videovigilância oferece uma solução completa e eficaz, tanto como efeito “inibidor” de intrusões, bem como no controlo e registo das mesmas. Por outro lado, um circuito de qualidade e adaptado às suas necessidades garante-lhe uma maior tranquilidade e proteção da sua família e dos seus bens.

Como escolher o sistema de Videovigilância correto para a sua casa?

Atualmente existem diversas opções de videovigilância no mercado, pelo que escolher o sistema correto pode parecer uma tarefa complexa. Vamos mostrar-lhe os principais fatores e características a ter em consideração, e ajudar-lhe a tomar uma decisão mais informada.

Consulte um especialista

Como referimos anteriormente, um sistema de videovigilância verdadeiramente eficaz requer uma análise cuidada não só à sua habitação, como também aos recursos disponíveis. É muito importante consultar a opinião de um especialista que o poderá ajudar em todo o processo. Um sistema otimizado garante o perfeito funcionamento do mesmo e uma maior fiabilidade.

Definir o local de instalação

O primeiro passo para escolher o seu sistema de videovigilância é definir o local onde vai instalar a câmara. Deve avaliar os pontos com maior raio de alcance e, no caso de ter divisórias ou ângulos de difícil acesso, pondere se irá precisar de mais do que uma câmara.

Câmaras de videovigilância Indoor vs Outdoor

Embora as características da câmara sejam semelhantes (ou até mesmo iguais) em muitos equipamentos, existem várias diferenças entre os sistemas de vigilância para uso interior ou exterior. As câmaras para uso exterior precisam de uma proteção adicional contra as condições atmosféricas (como chuva, vento ou gelo) e adaptação à diferente luminosidade durante o ano.

Resolução da imagem

Depois de escolher o local onde a sua câmara irá ficar alojada, é altura de prestar atenção à qualidade de gravação. Por norma, quanto maior for a resolução, mais nítida será a imagem. Atualmente existem sistemas analógicos, HD, Full HD ou até mesmo 4K. Se pretende cobrir uma área ampla ou ver rostos e textos em detalhe, pondere o uso de uma câmara com resolução Full HD.

Modo Noturno

Para além da resolução propriamente dita, a grande maioria das câmaras vem com opção de modo noturno. Se para si for mais importante a gravação noturna do que diurna, investigue a qualidade de imagem em situações de fraca luminosidade.

Design do sistema de videovigilância

O design dos sistemas de videovigilância também é um fator importante a ter em conta. Lembre-se que o circuito de videovigilância ajuda não só no controlo, mas também na prevenção de potenciais furtos ou intrusos. Um design arrojado e intimidante tem maior probabilidade de afastar curiosos.

Alertas e notificações

Hoje em dia é possível receber alertas personalizados ou notificações no seu telemóvel, consoante o sistema de videovigilância que optar. Pode configurar, por exemplo, alertas para deteção de movimento, som, e até mesmo comunicar diretamente com a pessoa caso a câmara tenha microfone embutido.

Transmissão por IP em tempo real vs gravações

Este é porventura um dos pontos mais importantes a considerar. Existem sistemas de videovigilância que permitem a transmissão da gravação ao vivo, e outros, em que a gravação fica alojada na nuvem ou em suporte físico (como um cartão SD), e quando atinge a capacidade máxima de memória apagam automaticamente as gravações mais antigas.
Em certos sistemas tem a possibilidade de configurar a gravação apenas quando existe deteção de movimentos. Para além de permitir poupar espaço para gravações, torna-se muito mais prático caso tenha de rever algum vídeo.

Videovigilância
Contacte-nos